Resenha do livro  “Objetos de desejo: design e sociedade desde 1750“, de Adrian Forty.

O texto escrito está nesse link.

Você acredita no mito de que a forma segue a função?

Pois Adrian Forty tem uma teoria interessantíssima sobre o tema: de que a lógica (furada) por trás desse argumento é que todos os objetos com a mesma função deveriam convergir para a mesma forma, o que, evidentemente, não acontece nem com os mais celebrados designers.

Vale prestar atenção nas ideias desse moço.

Clique aqui para comprar o livro: